domingo, 29 de abril de 2018

..

jonna jinton

gostava de voar, mas as asas por vezes frágeis cortavam-se por entre o improvável voo , vezes outras, eram pesadas demais, nesses dias vogava pelo sonho e aspirava o aroma da maresia do mar .  um dia experimentou chorar e não gostou do sabor a sal das lágrimas. desde esse dia criou um palco de alegrias onde,e, só o sorriso tem lugar.
.
Autor: BeatriceM 2012-04-29 (reeditado)

3 comentários:

Larissa Santos disse...

Fantástico texto e fotografia. Gostei muito :))

Hoje:- "Poetizando..." Outros tempos, e formas, de falar ao coração

Bjos
Votos de uma boa noite

Mar Arável disse...

é sempre bom revisitar os sonhos
Bj

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Tu estás voando, amiga!
Tu voas com a poesia,
Voas com a fotografia
E o espaço, é bom que se diga!

O teu blog é uma cantiga
De ninar, assim diria,
Por ele ter a magia
De dar a alma a antiga

Lembrança do berço amigo
Que faz reviver contigo
O amor maternal tão doce.

Parabéns linda Beatriz!
Se errei o nome por triz,
O tenho como se o fosse.

Parabéns! Grande abraço. Laerte.