domingo, 16 de setembro de 2018

Por ti

Marcela Bolivar

Por ti
Esperei tardes prolongadas
com os ossos enregelados
e o coração magoado.

E quando o declinar do dia
ameaçava tempestade
inventei poentes
alimentei mágoas
forjei fragrâncias nos sargaços .

Aguardei

Um abraço que não chegou
Um beijo que não aconteceu

E nas esperas envelheci
Envelheci mais que as noites, as esperas, os dias

Os abraços não dados
Os beijos não permutados.

Hoje quando a maresia trouxe com ela
resquícios do teu perfume
constatei, pesarosa
que já nada havia para esperar.
.
Autor : BeatriceMar 2013-09-15



sábado, 15 de setembro de 2018

...

Marcela Bolivar

Tentei descobrir na alma alguma coisa mais profunda do que não saber nada sobre as coisas profundas.
Consegui não descobrir.

Autor Manoel de Barros

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Simplicidade


elisa lazo de valdez


As coisas simples são indissolúveis. Não havendo nelas contradição, a tendência é para serem duráveis.

Autor: Agustina Bessa-Luís

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Nas minhas mãos

christian schloe

Deslizo no teu corpo...
As minhas mãos trémulas.
Percorro as linhas
De uma escultura perfeita,
E no suor da tua pele
Perco o medo de sentir.
Um momento único
De cada segundo que passa!
Nos meus dedos
Levo a inocência,
De um amor banido
Que se oculta,
Na textura do prazer
O estado natural do inconsciente.
Deslizo no teu corpo...
As minhas mãos pertencentes
Das sensações deslumbrantes,
Que a minha boca cala
Num beijo único.
Dois corpos despidos
Que se enaltecem de formosura
Nas minhas mãos..

Autor: Conceição Bernardino
Em "Alma Poética"
Página 19

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

...

Mikeila Borgia

Escrever nem uma coisa
Nem outra -
A fim de dizer todas -
Ou, pelo menos, nenhumas.

Assim,
Ao poeta faz bem
Desexplicar -
Tanto quanto escurecer acende os vaga-lumes.

Autor : Manoel de Barros

terça-feira, 11 de setembro de 2018

Felicidade Eterna

Pavel Mitkov


Antigamente todos os contos para crianças terminavam com a mesma frase, e foram felizes para sempre, isto depois de o Príncipe casar com a Princesa e de terem muitos filhos. Na vida, é claro, nenhum enredo remata assim. As Princesas casam com os guarda-costas, casam com os trapezistas, a vida continua, e os dois são infelizes até que se separam. Anos mais tarde, como todos nós, morrem. Só somos felizes, verdadeiramente felizes, quando é para sempre, mas só as crianças habitam esse tempo no qual todas as coisas duram para sempre. 

Autor : José Eduardo Agualusa
in 'O Vendedor de Passados'

domingo, 9 de setembro de 2018

sonhos


sigo um sonho – só meu
nas cores incandescentes
da paixão assolapada
que dissemino
nas noites em branco.

e desmembro
os nós que me estorvam
os sentidos
quando olho as cinzas diluídas
em mim.

Autor : BeatriceM 2011-04-09

sábado, 8 de setembro de 2018

nem tanto ao mar...


Pavel Mitkov


não tenho nada
para te dar
quando me pedes
para ficar
junto a ti
sem falar.

como posso
eu calar
o que o coração
acaba por ditar
quando ao teu lado
e sem nada o comandar
me diz:
-"o silêncio vai-te afastar!"

Autor :LuísM Castanheira
lm_11.jun.2018
https://poesiaaremar.blogspot.com/

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Ode ao Castigo

Marcela Bolivar

Só mais uma menina entre outras
E o quadro negro onde escrever o teu nome a giz
Como um erro ortográfico do coração.

Castigo.
Entre nós o alto muro do recreio
E a obrigação de permanecer só.

Autor : Ana Salomé
In Odes

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Meu amor que te foste sem te ver

Violeta Radkova

Meu amor que te foste sem te ver
que de mim te perdeste sem te amar
quem sabe se outra vida tu vais ter
ou se tudo se perde sem voltar

ou se é dentro de mim que tem de haver
tanta força no meu imaginar
que o poeta que é Deus o vá reter
e te dê vida e faça regressar

para de novo o sonho desfazer
num contínuo surgir e retornar
ao nada que dá ser ao que é querer
ao fado que só dá para se dar

por tudo estou amor e merecer
o que venha para eu te relembrar
só adorando o nada pretender
só vogando nas águas de aceitar.

Autor : Agostinho da Silva

in 'Poemas'