domingo, 23 de março de 2008

Fado Pensado

Do nosso fado
Pensado,
São os teus etéreos passos
A bailar
Nas minhas mãos
Que me transportam afincos.



Dos altos montes
Que subo
Sem temor ou desalento,
Aconchegando o teu corpo
Envolto em brisas
Sinceras,
Vejo a fresca
Verdade,
no caminho,
Na jornada,
Do nosso contentamento,
Amansando
De prazer
O calvário da saudade.



Não perco o sono,
Não sofro,
Porque do nosso destino
Já se finou a partida,
Só importa a caminhada.



Autor:NilsonBarcelli

Foto:Radostaw F.Lis.

2 comentários:

Vieira Calado disse...

O Fado é bem, a caminhada.
Beijinhos

Nilson Barcelli disse...

Olá Beatrice.
Obrigado pelo destaque.

Beijinhos.