domingo, 10 de julho de 2011

Foram

Foram tantos os silêncios
Que as palavras se perderam
Antes mesmo de serem ditas

Foram tantas as noites cativas
Que os sonhos feneceram
Quando a manhã ainda nem nascera

Foram tantos os silêncios – tantos
Que ainda doem no eco
Dos sentires...

.
Autor :Beatrice
Foto:Nat. S

1 comentário:

heretico disse...

silêncios prenhes de auroras.
apesar de tudo.

beijos