domingo, 24 de agosto de 2008

Tal como antigamente


Tal como antigamente
tal como agora
essa estrela
esse muro
esse lento
esse morto sorrir
nenhum acaso
nenhuma porta
impossível sair
.
Autor:Antonio Ramos Rosa
Foto:JP.Sousa

1 comentário:

Pavitra disse...

li esse poema e gostei muito,
e tenho que dizer: a foto que vc escolheu deu força às palavras...

ficou intenso, perfeito!

beijos, beatrice