quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Do Poema




O problema não é
meter o mundo no poema; alimentá-lo
de luz, planetas, vegetação. Nem
tão-pouco
enriquecê-lo, ornamentá-lo
com palavras delicadas, abertas
ao amor e à morte, ao sol, ao vício,
aos corpos nus dos amantes —

o problema é torná-lo habitável, indispensável
a quem seja mais pobre, a quem esteja
mais só
do que as palavras
acompanhadas
no poema.

Autor :Casimiro de Brito
Canto Adolescente, 1961
Foto:Paulo Rebelo Lorient

1 comentário:

Pavitra disse...

eu adoro ler sobre o ato de escrever
sobre poemas, poesias... sobre a palavra...

e acontece que as palavras se tornam
palavras-coisas, palavras-sentimentos, palavras-tudo/nada...

gostei de ler essas!

beijos, beatrice