domingo, 19 de junho de 2016

no presente


Andrew Wyeth

de que me serve saber o caminho,
e não o querer percorrer.
para que existem nuvens?
se estamos em Junho e é quase verão.
não quero ir,
não vou,
deixo-me ficar a ver  o presente,
a diluir-se na brisa da tarde,
e na janela entreaberta,
do meu quarto  em desalinho.

Autor : BeatriceM

2 comentários:

Mar Arável disse...

O presente não existe
só o futuro no instante que segue
e as memórias
Bj

heretico disse...

o presente é sempre o melhor.de facto.