domingo, 3 de janeiro de 2016

às vezes

 Rosie Hardy

às vezes sinto o silêncio,
não como se fosse um fardo,
mas apenas como uma companhia.

às vezes gosto do silêncio,
para melhor avivar a memória,
num poema desfragmentado no tempo.

BeatriceMar

2 comentários:

Mar Arável disse...

À dias assim poeta

heretico disse...

que seria da música, se não fora o silêncio.

beijo