sexta-feira, 19 de junho de 2015

.

anka zhuravleva

Deixem-me voar...
Se me tirarem as asas
deixarei de ser quem sou
serei um outro qualquer
se me tirarem as asas
não saberei onde estou
nem o que hei-de fazer
só sei que com asas
voarei enquanto puder
mesmo que em contravento
e se me tirarem as asas
é certo que me levarão
também o pensamento!

Autor : José Alex Gandum (JAG)
  

3 comentários:

Mar Arável disse...

Aprendiam os pássaros a ter asas

heretico disse...

belo o bater de asas dos poetas...

beijo

heretico disse...

belo o bater de asas dos poetas...

beijo