quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Tenta ler outra vez

Fletcher Sibtrhorp

Tenta ler outra vez. Não te apetece
voltar à febre alheia, à superfície
frontal da madrugada? Cada página
destapava outra vida, destilando
o veneno da esperança, a invenção
de um jogo mais que jogo, para lá
do lume que gritava enquanto ardia
na bola de cristal. Ainda conheces
o assombro ou a doença a que chamavas
pensamento? Regressa, por favor,
não te escondas na montra dos sentidos,
no vão sabor do corpo. Não te agrada
o abraço das estrelas quando nascem?,
a rota universal do labirinto?

Autor : Fernando Pinto do Amaral

3 comentários:

Pintor disse...

há sempre um regresso, basta querer.

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde. Olhando o blog e vendo beleza e conteúdo nele.
Fiquei por aqui, seguindo, a fim de voltar com calma e comentar nos poemas como se deve.
Parabéns pelas escolhas.
Lindo dia de paz!
Beijos na alma!

Joaninha Musical disse...

Ler é muito bom,o problema é quando não gostamos daquilo que lemos. Até breve,fica com deus e muitos beijinhos!!