domingo, 8 de janeiro de 2012

....



---deixaste-me no fim da avenida perto do quiosque 
havia música num bar junto da praia 
estava frio e atravessei a rua 
abracei a tarde só para mim 
e tu não sabias da lágrima que corria 
e das gaivotas que sobrevoavam o barco no mar 
e eu sabia que tu nunca irias comigo naquele 
nem noutro barco qualquer 
porque o teu destino era outro
 e aí  não havia lugar 
para mim---
.
Autor :Beatrice
Foto: Rockania

4 comentários:

Mar Arável disse...

Tudo é possível

no ciclo das marés

mfc disse...

As histórias de separação que as marés nos trazem!

heretico disse...

"há mar e mar... há ir e voltar..."

beijos

A.S. disse...

Talvez o barco regresse ao cais quando perceber que errou o rumo!...


Beijos,
AL