sábado, 18 de julho de 2020

O amor e o outro


Não amo
melhor
nem pior
do que ninguém.

Do meu jeito amo
Ora esquisito, ora fogoso,
às vezes aflito
ou ensandecido de gozo.
Já amei
até com nojo.

Coisas fabulosas
acontecem-me no leito. Nem sempre
de mim dependem, confesso.
O corpo do outro
é que é sempre surpreendente.

Autor : Affonso Romano de Sant'Anna
Imagem : Brian Oldham

4 comentários:

Agnieszka Mikołajczyk disse...


I like these words and the photo.

" R y k @ r d o " disse...

"" Já amei até com nojo ""

Como é versátil a vida, não é mesmo?
.
Bom fim-de-semana
Cumprimentos poéticos

brancas nuvens negras disse...

Gostei muito do poema e reconheço que o autor fala com conhecimento.

brancas nuvens negras disse...

Voltei aqui para lhe dizer que com este poema descobri um interessante autor. Muito obrigado pela revelação.