quarta-feira, 6 de junho de 2018

Dormir um pouco...


Albano Martins
Nome completo Albano Dias Martins
Nascimento 6 de agosto de 1930 Fundão,Portugal
Morte  6 de Junho de 2018 Vila Nova de Gaia, Portugal


Homenagem a Federico García Lorca 

Dormir um pouco — um minuto,
um século. Acordar
na crista
duma onda, ser
o lastro de espuma
que há no sono
das algas. Ou
ser apenas
a maré, que sempre
volta
para dizer: eu não morri, eu sou
a borboleta
do vento, a flor
incandescente destas águas.

Autor : Albano Martins
in "Castália e Outros Poemas"

4 comentários:

Larissa Santos disse...

Fantástico:)) Adorei:))

Voam borboletas em desejos fugazes.

Bjos
Votos de uma óptima Quarta - Feira

francisco júnior disse...

Add seus posts aqui ---> www.divulgalink.com.br/

francisco júnior disse...

Add seus posts aqui ---> www.divulgalink.com.br/

LuísM Castanheira disse...

O perfume da flor na noite que já foi a tarde e cedo na partida.
É sempre cedo...para a despedida.
Uma bela escolha, este poema, numa homenagem merecida.
Grande Homem e bom Poeta.
Que a sua alma descanse em paz.
Um beijo, minha Amiga.