terça-feira, 5 de junho de 2018

...

Mirella Santana


És tu o poema. Engole estes versos que te dou sob a forma de tranquilizante para curar a arritmia dos dias feitos de sonhar. Negra-me a pele. Endireita o caminho enquanto atraverso o poema de um lado ao outro e dá-me tempo para temperar a impaciência.

Autor : Heduardo Kiesse

2 comentários:

Gil António disse...

Sublimes imagem e poemas.
.
* Coração em labaredas vulcânicas. *
.
Deixando um abraço poético

Larissa Santos disse...

Fascinante:))

Hoje, do Gil, que por motivos profissionais não pode visitar os blogues amigos:
Coração em labaredas vulcânicas.

Bjos
Votos de uma boa Terça-Feira