domingo, 28 de dezembro de 2008

Sobre o chão descalço, construo mundos que destruo na minha cabeça.


Foto:Introit

3 comentários:

manzas disse...

"A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que o novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma bênção de Deus".

" UM FELIZ ANO DE 2009 "

Miguel Barroso disse...

Bela escolha.



Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO

André Francisco Gil disse...

Descalço eu destruo o calçamento com meus pés de chumbo.
Sobre a minha construção eu defeco cimento cinza.
Ou revisto o chão do meu quintal com caveiras (cabeças) de todo o mundo.

Um vírus letal destrói os neurônios de minha cabeça.
O mundo que eu construo não piso descalço pois são espinhos de aço.
Sobre o meu chão uma poça de sangue.

Construo cabeças em meu mundo cruel.
Construo calçadas e sobre elas eu defeco.
Paralelepípedos que me lembram colmeias mas sem abelhas e mel.

Descalço ando pelo chão do meu mundo destruído pela bomba da inveja.